445.222
Árvores plantadas
65.478.467
Rolhas recolhidas

A Importância Ambiental e Ecológica

A floresta autóctone desempenha importante função ambiental e ecológica, na conservação da água, do solo e da biodiversidade. Produz um bom tipo de matéria orgânica e providencia uma boa evolução do solo e conservação da água tão importante em ambientes mediterrânicos como acontece em grande parte do nosso território.

Constitui o habitat para inúmeras espécies de fauna e flora que dela dependem e, neste sentido, é essencial na manutenção da vida selvagem. Dela dependem para abrigo, alimentação e reprodução. São diversos os ecossistemas florestais naturais presentes no nosso território nos quais co-habitam espécies de diversos grupos, mais ou menos interdependentes nas suas relações tróficas e interagindo com o meio. As nossas florestas albergam uma fauna e flora muito diversa com algumas espécies raras ou em perigo de extinção, daí a importância na conservação de alguns tipos de habitats. Muitas áreas de floresta autóctone estão incluídas na Directiva Europeia de Habitats e na Rede Natura 2000 que têm como objectivo assegurar a biodiversidade através da conservação de habitats naturais em diferentes zonas do território. A conservação da biodiversidade é uma responsabilidade da sociedade. O desenvolvimento sustentável da sociedade apenas poderá ser feito assegurando a sustentabilidade do meio ambiente. Diversas convenções e compromissos internacionais (ex: Conferência do Rio de Janeiro, 1992; Convenção da Diversidade Biológica, 1992) enfatizam a conservação do meio como parte do desenvolvimento económico e social.

Desempenha, também, uma relevante função ambiental ligada com os fogos florestais, dado que constitui um tipo de floresta que apresenta uma menor combustibilidade e propagação do fogo comparativamente a outros tipos de floresta que ocorrem no nosso território (ex. pinhal, eucaliptal).

Contribuem também para a mitigação das alterações climáticas pelo sequestro de carbono atmosférico, tanto na parte aérea como na parte subterrânea e no solo, e assim na redução do ‘efeito de estufa’.